Tarso News – Rede de Lanchonetes é condenada por discriminar profissional que não seguia padrões estéticos de magreza

 em Tarso News

A 5ª Turma do TRT da 2ª Região confirmou a condenação do Burguer King ao pagamento de indenização por dano moral por ter tirado o cargo de uma empregada em razão de seu físico.

Pelo que se apurou, a gerente informou a trabalhadora que ela deixaria de ser supervisora de vendas por ser “gorda e feia” e que o padrão era ser “magra, bonita e maquiada”.

A prática discriminatória foi confirmada por testemunhas. Não bastasse, comprovou-se que a Reclamante de fato foi substituída por pessoa que se alinhava com os padrões exigidos pela gerência.

Caso tenha seu direito desrespeitado, ou tenha alguma dúvida sobre este tema, procure um advogado de sua confiança!