Burger King é condenado por ter fornecido lanche ao invés de vale-refeição

 em Informativos

Atendente da rede Burger King dispensado pela empresa mencionou que não era pago vale-refeição aos funcionários, mas que recebiam para se alimentarem durante a jornada de trabalho os mesmos lanches que são vendidos pela loja.  A condenação da empresa levou em consideração o fato de que a alimentação fornecida aos funcionários não era balanceada e, consequentemente, prejudicial à saúde dos empregados.

No processo, o referido atendente pediu o pagamento do vale-refeição e indenização por dano moral, tendo em vista a qualidade da alimentação a ele fornecida. Na defesa, a rede de Burger King alegou que os alimentos fornecidos atendiam “os mais rígidos padrões de qualidade e higiene para consumo” e, inclusive, com valores nutricionais compatíveis aos de outras refeições. Ainda, argumentou no sentido de que era facultado aos funcionários a substituição dos lanches por salada, proteína, fruta e suco.

Em primeira instância, foi negado pedido de dano moral, mas deferido o pagamento de vale-refeição ao atendente da rede. Já em segunda instância, a indenização foi concedida sob o argumento de que as opções dadas aos funcionários eram pouco variadas, com alto teor calórico e rico em gorduras, além do baixo valor nutricional. Fixou-se o pagamento de R$10.000,00 de indenização.

Fonte: https://www.migalhas.com.br/quentes/358201/burger-king-e-condenado-por-fornecer-lanche-em-vez-de-vale-refeicao